“Escolhi a Policamp por ser conceituada no mercado”. A afirmação é do estudante de Direito, João Luiz Vieira Filho.

O estudante do 1º ano do curso de Direito da Faculdade Policamp, João Luiz Vieira Filho, nem bem começou o curso e já mostra bastante trabalho e muito talento. Atuando há 11 anos na área de recursos humanos e conhecedor dos seus direitos, soma em seu currículo várias atuações em causa própria. Tudo isso, porque cursar Direito sempre foi um sonho. Só que ele queria um curso de qualidade e uma instituição reconhecida, porém via no alto valor das mensalidades um grande empecilho. Ao conhecer a Faculdade Policamp conseguiu realizar seu sonho, pois ajustou a mensalidade do curso dentro do seu orçamento. “Escolhi a Policamp por ser conceituada no mercado como uma das melhores instituições de ensino superior, e porque as mensalidades são acessíveis”, disse.

  João Luiz está orgulhoso, afinal no início do curso e antes mesmo de ser formado já tem várias atuações em causa própria. A primeira foi no dia 10 de julho deste ano, quando impetrou junto ao 4º distrito policial de Campinas “notitia criminis” e, consequentemente, a instauração de inquérito policial. “Um sindicato da cidade de Campinas havia cometido crimes contra a honra em frente ao meu local de trabalho, conforme Petição protocolizada em 10/07/2012, referente ao B.O. nº. 7968/2012”.

 Ele também recorda que houve greve de uma semana na empresa onde trabalha, ocasião marcada por diversas situações em desacordo com a Lei de Greve nº. 7783, de 28/06/1989. “Inconformado com a situação em que os funcionários da empresa foram expostos, impetrei junto ao Ministério Publico do Trabalho-MPT/PRT de Campinas-SP representação Greve Arbitrária, de acordo com o Protocolo nº 008875”.

 

 Suas atuações são extensivas. Também notificado pelo Departamento Estadual de Trânsito da cidade de Joinville/SC, que supostamente havia infringido a legislação de trânsito e, consequentemente, recebido três autuações de trânsito, ingressou com petição-recurso administrativo junto ao órgão competente. “A petição foi deferida e, posteriormente, efetuado o cancelamento do procedimento administrativo para suspensão/cassação de minha CNH, conforme processos nº. 2423/2010, 109/2011, 110/2011”, comenta.

 

 João Luiz, que teve artigo jurídico publicado no portal dos administradores, também foi convidado a escrever artigo para uma revista conceituada no âmbito jurídico, o qual se encontra em fase de conclusão. O acadêmico garantiu que pretende advogar depois que concluir o curso, por reconhecer que a advocacia está em seu DNA. E ele tem razão. Assim que começou a cursar Direito na Faculdade Policamp, a empresa onde trabalha – concomitantemente com o escritório de advocacia, localizado em São Paulo – designou que ele acompanhasse os processos judiciais que estão tramitando na cidade de Campinas e região, e que os mesmos ficassem sob sua responsabilidade. João Luiz está feliz com o resultado até agora, e, com certeza, terá um futuro brilhante na carreira profisisonal.

 POR: DUDA GAMBETA

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: